segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Complexo do Alemão agora faz parte do Favela Wars

Complexo do Alemão agora faz parte do Favela Wars

  Nas últimas semanas o jogo brasileiro Favela Wars tornou-se pauta recorrente em diversos jornais e sites (mesmo entre a imprensa não relacionada aos games). O motivo da fama repentina é a premissa do jogo de colocar bandidos e policiais em confrontos pelo domínio de favelas. O título conquistou polêmica e notoriedade. De acordo com os desenvolvedores da Nano Studio, em menos de três meses o game alcançou 100 mil usuários.
“Com essa realidade tão brasileira, o Favela Wars foi muito bem aceito. Acreditamos que tenha sido pelo motivo do tema fazer parte do cotidiano dos jogadores”, disse Dan Eisenberg, criador do game. Vale ressaltar que o game foi idealizado a partir de uma situação real em que Dan se viu no meio de um tiroteio. Longe de explorar as polêmicas do game, vamos falar sobre o recente lançamento do mapa “Complexo do Alemão”.
Sim, a conhecida comunidade carioca (uma das maiores do país), agora é parte do jogo com direito ao teleférico e a retratação da violência urbana. Além disso, o time de criação realizou melhorias na física e nos efeitos de iluminação. Também foram adicionados objetos interativos no cenário e mais explosões. A grande novidade fica por conta de um ranking que aponta os amarelões, ou seja, pessoas que abandonam uma partida sem mais nem menos. Essa identificação fica associada ao perfil do jogador e poderá ser visualizada pelos demais usuários.
A versão final do game só deve ser lançada em até seis meses, mas enquanto isso a produtora vai trabalhando em melhorias. Uma delas é a redução no tempo de loading (4 vezes menor que a versão beta), e uma integração maior com o Facebook. O Gamereporter testou uma versão prévia do game durante a feira BGS 2012 e pôde atestar que ele é de fato um produto com muito potencial. A Nano Studios está atualmente negociando com investidores, então vamos ficar de olho, pois o jogo vai chamar mais atenções do que já tem.

Fonte: http://gamereporter.uol.com.br

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário