terça-feira, 3 de setembro de 2013


Gary Carr, o diretor de criação da Lionhead (empresa responsável pela franquia Fable), acredita que a mudança de planos que a Microsoft tomou em relação à política online do Xbox One sugere que a companhia é muito mais acessível do que sua reputação indica. Em vez de se mostrar uma empresa ranzinza e atrelada ao orgulho de seus próprios conceitos, pudemos comprovar que a publicadora realmente está atenta ao chamado dos fãs e pronta para admitir seus próprios deslizes.
“Muitas pessoas pensam que, por a Microsoft estar muito distante enquanto companhia, ela não se preocupa com o que as pessoas estão dizendo, nem com o que elas querem. Mas eu não acho que isso seja bem assim”, afirma o otimista Carr. “O fato de a Microsoft ter voltado atrás e alterado suas políticas online para o Xbox One dentrod e apenas uma semana é uma coisa ruim? Eu acredito que isso seja ótimo. Eu acredito que eles estão nos ouvindo”, completa o diretor.
Vale lembrar que quando o Xbox One foi anunciado, a Microsoft afirmou que o console precisaria estar 100% do tempo conectado na rede para que pudesse funcionar corretamente. Além disso, não haveria possibilidade de usar jogos usados (emprestados ou negociados), salvo pela compra de uma espécie de licença adicional. Depois de muita polêmica, a empresa resolveu voltar atrás e o BJ fez um artigo explicando as mudanças (que você pode conferir aqui).
Fonte: Official Xbox Magazine

Nenhum comentário:

Postar um comentário