terça-feira, 17 de setembro de 2013

PS4: arquitetura x86 é mais complexa, mas tem mais opções

Fonte da imagem: Divulgação/Sony
Mark Cerny tem trabalhado em um possível sucessor para o PlayStation 3 desde 2007. Na ocasião, o engenheiro começou a pesquisar sobre as possibilidades da arquitetura de processadores x86 para consoles de jogos. “Eu tentava descobrir se [o chip x86] seria também uma opção”, disse Cerny em entrevista à Revista Oficial do PlayStation.
“Se a única opção fosse o PowerPC, isso seria muito restritivo em termos de fornecimento de hardware”, acrescentou. “Se você também puder usar a x86, é possível entrar em contato com qualquer um por aí que trabalhe com tecnologia.” Entretanto, o desenvolvedor reconhece que a relativa complexidade da arquitetura gerou preocupações entre os desenvolvedores first party do novo console.
Convencendo os desenvolvedores de jogos
Fonte da imagem: Divulgação/AMD
“Nós organizamos 15 apresentações separadas”, disse Cerny. “Começamos de manhã e fomos até metade da tarde na tentativa de mostrar que o momento era oportuno. Nós sabíamos que seria necessário mostrar que a nossa preocupação e o nosso comprometimento eram tão elevados quanto os da equipe de desenvolvimento.”
De fato, o engenheiro afirma que algumas pessoas ficaram paradas por cinco horas no trânsito e, ao chegar ao local, a apresentação da nova proposta x86 ainda se desenrolava. Bem, ao que parece, todos foram convencidos. Resta saber agora qual será exatamente o impacto disso para o desenvolvimento de jogos no PS4 — lembrando que o PlayStation 3 tem um histórico um tanto quanto conturbado no que se refere à complexidade ao criar jogos.
O PlayStation 4 deve chegar às prateleiras no dia 15 de novembro.
Fonte: Revista Oficial do PlayStation

Nenhum comentário:

Postar um comentário